Category

Blog

Webinar E-CLIC – Documentos

By | Blog | No Comments

Nesse evento gratuito falaremos um pouco sobre o E-CLIC, o sistema de gestão online de projetos de engenharia desenvolvido pela Profits Consulting.

Iremos abordar assuntos como:
– Profits Consulting, a empresa por trás do E-CLIC
– O que é o E-CLIC
– Quais os benefícios que essa ferramenta pode trazer para sua empresa
– Apresentação em tempo real do sistema

REGISTRE-SE

Dicas de como escrever um Email que as pessoas respondam – Aumente suas Vendas

By | Blog | No Comments

AAEAAQAAAAAAAAWYAAAAJDg2N2Y5ZTUwLTQ0YTktNGQ1ZC1hOGQ4LTllMzVhNWJmMzMzMA

O mundo está se transformando cada vez mais rápido.  A quantidade de informação que recebemos diariamente está cada vez maior, passando do ponto em que conseguimos dar atenção para todos os assuntos.

Um executivo atualmente recebe mais de 100 e-mails por dia. Muitos deles são considerados “spam” e são deletados imediatamente. Outros até são abertos,  mas deletados após poucos segundos de leitura.

Porém, quando estamos falando de vendas, queremos ir além de conseguir apenas estes poucos segundos de “atenção”. Queremos que nossos e-mails sejam respondidos! 

Preparei algumas dicas de como escrever um e-mail que as pessoas queiram responder:

1. A dica número 1 é muito simples: Prepare seu e-mail.
Parece óbvio, mas a maioria das pessoas simplesmente ignora  esta etapa. Existe uma tendência de se  enviar e-mails “prontos” para diversas pessoas na esperança que uma deles responda.

Se você quer que seu e-mail seja lido, ofereça conteúdo. Antes de começar a escrever, gaste 5-10 minutos para preparar conteúdo relevante. Uma simples busca no Google pode lhe fornecer informações como: Se a pessoa tem blog, sua presença em redes sociais e os assuntos em que ela tem interesse. Não se esqueça de olhar o site da empresa em que ela trabalha.

Porém, ter juntado estas informações não é o fim da preparação do seu e-mail. Você agora precisa pensar em uma razão para enviar este e-mail para aquela pessoa. Estabeleça algum tipo de conexão, seja contatos em comum ou informações que podem ser relevantes para ela.

Com isso você está pronto para enviar um e-mail personalizado, com uma chance de  se ter uma resposta MUITO maior.

2. Escreva um Assunto chamativo, baseado no corpo do seu e-mail.

Ao pensar no Assunto, é importante que tenha em mente o seu objetivo: Você quer que seu e-mail seja respondido e não fazer uma venda na primeira mensagem de contato.

Utilize as informações que você obteve na pesquisa a seu favor. Por exemplo, no caso de ter uma conexão em comum, tente algo do tipo: “[A pessoa em comun] recomendou que eu entrasse em contato com você”. Caso você possua informações que possam ser relevantes para a pessoa, a abordagem poderia ser: “Algumas idéias com relação [Informação de interesse da pessoa].”

Não existe uma fórmula mágica pronta, utilize o que funcionar melhor para você.

3. A linha de abertura do seu E-mail: Ultrapasse a barreira dos poucos segundos.

Ao invés de começar o e-mail se apresentando (“Boa Tarde, eu me chamo…“), comece falando algo sobre eles e não sobre você. Faça um elogio, mencione alguma notícia recente sobre esta pessoa ou forneça alguma informação que seja relevante para a mesma.

Isto demostra que você você dedicou algum tempo preparando aquela mensagem e aumenta as chances que a pessoa faça o mesmo ao ler seu e-mail.

4. Apresente seus dados mais relevantes em uma pergunta!

Ajudamos empresas de engenharia a aumentar sua produtividade em 50%“.

Apesar de ser uma informação altamente relevante, principalmente se seu prospecto trabalhar em uma empresa de engenharia, o simples fato de você colocar o dado em forma de pergunta aumenta muito suas chances de resposta.

Seria de seu interesse saber como a [nome da sua empresa] ajudou diversas empresas de engenharia a aumentarem sua produção em 50% e como poderíamos fazer o mesmo por você?”

5. Assinatura do e-mail.

Apesar da  assinatura ficar no final do e-mail, ela é fundamental. Não deixe que ela seja muito longa e sempre disponibilize todos os seus contatos(inclusive redes sociais).

Por ultimo, basta agrupar estas dicas no seu próximo um e-mail e você estará aumentando significativamente as chances de ter seu e-mail lido e  respondido.  Agora é com você!

Conseguir identificar os bons candidatos não é uma tarefa simples. Aqui vão algumas dicas para se formar uma equipe de alto desempenho no seu negócio.

By | Blog | No Comments

Para conseguir montar uma equipe de alto desempenho na sua empresa, os esforços vão além de apenas contratar; é necessário se ter um marketing forte. Preocupação em fortalecer a marca da sua empresa para que ela se torne um lugar onde as pessoas queiram trabalhar é extremamente importante para se conseguir funcionários de alto desempenho.

Pesquisas revelam que houve um grande aumento durante o ano de 2015 na divulgação de vagas através de redes sociais. Ter uma página bem elabora e atualizada em plataformas como, por exemplo, LinkedIn e Facebook, é fundamental para encontrar os melhores candidatos disponíveis no mercado. Contar apenas com os chamados “headhunters” já não é mais um método eficiente para se encontrar os melhores. Read More

Software é capaz de detectar vazamentos em tubulações de gás, água e óleo em tempo real

By | Blog | No Comments

O vazamento de tubulações de gás, água e óleos é um problema relativamente comum a nível industrial, causando diversos tipos de problemas econômicos e ambientais. Pensando nessa questão, pesquisadores da Universidade Nacional Autônoma do México (UNAM) desenvolveram um software capaz de detectar vazamentos e anormalidades em tempo real.

O VIVIUNAM, sistema desenvolvido pelos pesquisadores, realiza deduções lógicas em tempo real, que permitem identificar o tipo de falha e chegar à raiz do problema, evitando assim perda de tempo procurando manualmente pelo problema em toda a tubulação.

O sistema utiliza um algoritmo baseado em leis da física e modelos matemáticos de mecânica de fluidos para calcular uma série de dados que indicam o comportamento do conteúdo da tubulação em condições ideais. Esses dados são então comparados em tempo real com as leituras do interior do tubo e avaliando variações de pressão, o que pode indicar um vazamento.

Em caso de discrepância, o sistema começa a procura por motivos possíveis para os valores incorretos, podendo ser eventos como mal contato nos sensores, presença de um vazamento ou desvios ilegais na tubulação.

Cristina Verde, uma das responsáveis pelo projeto, diz que as indústrias químicas e de petróleo, bem como outras indústrias que dependem de processos gerais que envolvem os sistemas de transporte de fluidos, deveriam ter monitoramento automático, seguro e eficiente de suas tubulações para evitar acidentes que podem significar um risco para o meio ambiente ou para a economia.

A tecnologia utilizada baseia-se em medição pressão e temperatura, enquanto a calibração para cada modelo é realizada de acordo com as propriedades físicas e topologia do fluido. Esta técnica é econômica porque ela não requer sensores adicionais além dos já disponíveis em tubos de distribuição.

Via InvDes

Solução em Big Data ajuda a definir detalhes sobre terrenos para projetos de engenharia

By | Blog | No Comments

Uma nova start-up do Reino Unido está desenvolvendo uma solução em Big Data para ajudar na definição de terrenos onde serão realizadas grandes construções, detalhando o que existe no solo antes de se começar as escavações e obras.

Antes de toda grande obra de engenharia ser iniciada, é necessário realizar uma pesquisa arqueológica no local para definir se não existem sítios históricos naquela localização, o que pode consumir muito tempo e dinheiro das empresas interessadas na construção.

Para evitar esse tipo de problema, a Democrata, empresa baseada em Oxfordshire, mapeou todo o solo do Reino Unido utilizando um software de visualização geográfica 3D em conjunto com uma série de modelos preditivos para identificar locais ainda pode ser possível encontrar artefatos históricos.

O mapeamento só foi possível também graças ao uso dos supercomputadores e tecnologias de análise de Big Data fornecidos pelo Technology Facilities Council em seu Centro em Hartree. O CEO da Democrata, Geoff Roberts, disse que as análises são feitas com base em uma gigantesca quantidade de informações separadas, que depois são mapeadas e interligadas para gerar visualizações concretas de áreas de risco de artefatos históricos em um mapa.

O executivo disse ainda que o objetivo é conseguir fornecer informações precisas sobre o local em que uma empresa esteja interessada em construir, poupando assim tempo e dinheiro de todas as partes envolvidas.

Via STFC

O desafio social e o fator humano na criação de cidades mais inteligentes

By | Blog | No Comments

Pesquisadores do Centro de Tecnologia CARTIF, um instituto aplicado localizado na Espanha, estão trabalhando em um projeto chamado European REMOURBAN com conclusão prevista para 2020 que pretende desenvolver um modelo sustentável e replicável para cidades mais inteligentes. O projeto já conta com três vitrines espalhadas pela Europa, sendo elas na Espanha, Reino Unido e Turquia.

Miguel Ángel Garcia, um dos líderes do projeto, falou sobre pontos chave e desafios para a implantação desse projeto, incluindo algumas estratégias que deverão ser adotadas para superar parte desses desafios.

Falando sobre o progresso já atingido, Garcia explicou que durante os últimos anos vários projetos focaram na criação de prédios e distritos que fossem o mais próximo possível de uso total de energias renováveis. A ideia agora é transferir esse objetivo para uma cidade inteira, transformando-as em áreas mais inteligentes e sustentáveis.

Garcia também ressaltou que a tecnologia também terá um papel chave em todo o processo, possibilitando a integração da energia renovável com estruturas de transporte, localização e informação, todas centradas em uma única plataforma digital. Isso resultará em diversos aplicativos aonde cidadãos poderão acessar as mais variadas informações sobre sua cidade, como por exemplo quais os melhores meios para se mover de um local a outro ou até mesmo quanta energia será gasta no trajeto. Outras informações incluem localização de plataformas para recarga de carros elétricos ou zonas de Wi-Fi gratuito.

Por fim, o pesquisador destaca o papel e a necessidade da participação dos cidadãos nesse processo. O engajamento da população é essencial para que projetos de modernização urbana tenham sucesso, já que sem eles é muito improvável que todas essas novas tecnologias atinjam o resultado esperado.

Via Phys.org

Empresa norte-americana Tesla anuncia sistema de baterias para casas

By | Blog | No Comments

A Tesla, conhecida por seus carros elétricos de alto desempenho, acaba de anunciar que irá se juntar ao mercado de energia elétrica para casas e ambientes particulares, fornecendo baterias de altíssima capacidade.

Chamadas de Powerwall, as novas baterias recarregáveis de íons de lítio serão vendidas em capacidades de até 10 kWh capazes de alimentar uma casa de classe média alta durante 5 horas. Primeiramente, as baterias servem como uma fonte de energia de emergência, porém os objetivos da empresa vão muito além disso.

As baterias são alimentas por painéis solares convencionais, podendo ser instaladas em série até atingir uma capacidade de 90 kWh com 9 Powerwalls. Entretanto, as baterias serão vendidas por US$ 3.500, o que pode desanimar alguns consumidores.

Além das Powerwalls, a Tesla anunciou as Powerpacks, baterias de nível industrial com capacidade de 100 kWh capazes de serem agrupados indefinidamente capazes de chegar a armazenar MWh, o que seria suficiente para alimentar cidades inteiras.

Segundo o CEO da empresa, Elon Musk, seria possível abastecer o mundo inteiro com energia elétrica utilizando 2 bilhões de Powerpacks. Para começar a percorrer este caminho, a Tesla inaugurará uma fábrica de US$ 5 bilhões no estado de Nevada, nos Estados Unidos.

Via Tesla Motors

Sustentabilidade e novas tecnologias para construções e sua relação com o meio ambiente

By | Blog | No Comments

Pesquisadores e empresas buscam cada vez mais novas alternativas para lidar com os diversos problemas presentes nas construções de hoje, como as fortes mudanças climáticas ou a deterioração de materiais convencionais. Tendo isso em vista, a palavra sustentabilidade se tornou sinônimo de inovação e integração entre áreas como design, energia e materiais utilizados.

Oral Buyukozturk, professor e pesquisador do centro de engenharia ambiental do MIT, tem dedicado seu trabalho de pesquisa em lidar com os dois principais problemas do cenário atual; como proceder com o reparo de estruturas existentes em deterioração, ou criar novas tecnologias e materiais capazes de serem mais econômicos, mais inteligentes e mais resistentes durante o tempo.

Para esclarecer o conceito de sustentabilidade aplicado na engenharia civil, o professor fundou em 2011 o Laboratório de Ciência de Infraestrutura e Sustentabilidade (LISS) com objetivo de contribuir significativamente para o desenvolvimento social e econômico de formas sustentáveis, trabalhando em técnicas de reaproveitamento do material já existente e criando novos materiais e tecnologias para substituírem os atuais.

Um dos resultados da pesquisa do LISS pode ser visto no projeto Sustentabilidade do Ambiente de Construção do Kuwait (SKBE), onde engenheiros do MIT juntamente com o LISS estão trabalhando para evoluir todos os campos da engenharia naquela região. O projeto tem contribuído para o melhor uso de energia e aproveitamento de materiais, trabalhando diretamente com o planejamento urbano do país.

Outro grande resultado é o desenvolvimento de um novo componente para a liga do cimento que trará maior resistência e menor porosidade para o material. A técnica utiliza a incorporação de cinzas vulcânicas, material abundante na região do Golfo Persa. O concreto fabricado utilizando esse novo material é mais resistente a penetração de água e menos poroso, tornando-o ideal para os objetivos do projeto. O desenvolvimento desse novo tipo de cimento trará para o Kuwait grandes economias de tempo e dinheiro para os próximos anos.

Originalmente, o projeto duraria 3 anos, porém o desempenho obtido e as perspectivas para crescimento fizeram com que a equipe estendesse o tempo de atuação.

Via PNAS

Redução de custos com gerenciamento de documentos já é uma realidade

By | Blog | No Comments

O Clube de Engenharia, instituição localizada no Rio de Janeiro, escreveu um artigo sobre as possibilidades de redução de custos em projetos de engenharia promovida pelo gerencimento eletrônico de documentos, no qual o E-CLIC foi o software utilizado como exemplo. Confira o artigo abaixo.

“A organização de documentos e atividades profissionais, bem como seu gerenciamento eletrônico, são questões essenciais no mercado atual. Com a necessidade de cada vez maior agilidade na produção de relatórios, planilhas e outros tipos de documentos, manter a organização tornou-se prioridade. Para falar sobre o assunto, as Divisões Técnicas de Exercício Profissional (DEP) e Formação do Engenheiro (DFE) promoveram a palestra “Gerenciamento eletrônico de documentos: benefícios e funcionalidades”, ministrada pelo engenheiro civil Otto Machado. O foco foi o gerenciamento de documentos que já nascem produzidos de maneira digital. Otto demonstrou que a busca e recuperação rápidas e o controle do fluxo de elaboração dos documentos podem otimizar projetos de engenharia. O software apresentado conta com controle de versão e revisão, acompanhamento das etapas de produção e suporte a diversos tipos de documentação.

Segundo Otto, os executivos gastam entre 20% a 45% do seu tempo elaborando documentos. Dessa forma, qualquer método que possa agilizar a manipulação dessa produção gera menos gastos e mais eficiência no trabalho. “O gerenciamento do fluxo, a agilidade na busca, o conhecimento sobre a etapa da produção e a padronização são alguns dos benefícios do gerenciamento eletrônico de documentos. Entre as suas funcionalidades está a criação de templates específicos para as necessidades de cada empresa ou setor”, explicou.

A redução de prejuízos também pode ser observada, ainda segundo o engenheiro, se compararmos o gerenciamento eletrônico com métodos defasados. A redução de custos está relacionada, por exemplo, ao controle em tempo real da produção dos documentos, dispensando o uso de telefone para esse acompanhamento, reduzindo também o tempo de gerenciamento e os possíveis desencontros de prazos com clientes. “Existe a redução de custo com deslocamento e telefone, além de maior controle de acesso e intercâmbio de documentação devido às variedades de tipos de documentos”, concluiu. A ferramenta também contribui para a gestão dos processos existentes nos projetos de engenharia, como orçamentos, por exemplo, diminuindo os riscos de gastos desnecessários.

O E-CLIC (Sistema de Apoio à Produção e Decisão) foi apresentado ao final como mais uma importante ferramenta para enfrentar os desafios do mercado e aumentar a eficiência de gestores e empresas. ”

Via Clube de Engenharia

Como Big Data pode ajudar a entender grandes eleições

By | Blog | No Comments

Com a eleição geral mais imprevisível da história do Reino Unido se aproximando, como podemos utilizar as ferramentas de Big Data para entender como grandes eleições são cobertas pela mídia? Uma nova e pioneira pesquisa utilizou dados de 130,000 notícias online sobre as eleições presidenciais dos Estados Unidos em 2012 para mostrar como a mídia desempenha esse papel.

Acadêmicos do Laboratório de Sistemas Inteligentes da Universidade de Bristol, no Reino Unido, utilizaram um sistema avançado de obtenção de dados com análises linguísticas bem mais profundas do que simples associações de palavras para avaliar centenas de milhares de notícias sobre as eleições entre Obama e Romney.

O estudo sugere que as publicações na mídia relacionadas ao candidato Democrático foram focadas em sua maior parte na economia dos Estados Unidos e nos direitos civis. Percebeu-se também que existiram mais declarações positivas na mídia sobre os Democratas, enquanto os Republicanos concentraram maior número de notícias negativas.

Outro ponto interessante mostra que os Republicanos trouxeram à tona assuntos polêmicos e divisores de opiniões com maior frequência do que os Democratas, incluindo assuntos como taxas de juros e casamento homossexual.

Ao usar dados de mídia e de ter essas relações em um gráfico, os pesquisadores descobriram diferenciais de aprovação e desaprovação entre assuntos tocados pelos Democratas e Republicanos.

Os pesquisadores responsáveis pelo projeto acreditam que a metodologia utilizada nesse estudo é um grande avanço no campo de análise linguística e Big Data, ajudando a entender o desenrolar de grandes eventos.

Via Big Data & Society